11/12/2018

1º Prêmio Plural de Jornalismo & Personalidades é entregue aos vencedores

Na noite do dia 6 de dezembro, foram entregues os troféus do Prêmio Plural de Jornalismo & Personalidades, durante cerimônia no Copacabana Palace, no Rio de Janeiro. A primeira vencedora a subir ao palco foi a jornalista Karla Mendes, que recebeu o troféu do Presidente Executivo da Plural, Leonardo Gadotti.

A reportagem vencedora, publicada no jornal O Estado de S. Paulo, investigou a crescente ameaça nos rios da Amazônia representada pela atuação de piratas que roubam cargas de embarcações, sobretudo das que transportam óleo diesel. Estima-se que a ação dos bandidos provoque um prejuízo de pelo menos R$ 100 milhões ao ano, o que se reflete no preço dos fretes. A reportagem revelou que a atuação de piratas cresceu ainda no eixo Rio–São Paulo.

Karla Mendes, em discurso para os presentes, agradeceu à Plural pela iniciativa, destacando a importância que o reconhecimento do trabalho traz para a carreira jornalística. “Espero que esse prêmio continue por muitos anos dando oportunidades a outros colegas de enfrentar novos desafios do setor de combustíveis”, completou a vencedora, que se disse honrada com a conquista em suas redes sociais.

 

Na modalidade Personalidades, o reconhecimento foi concedido ao Governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, representado pelo Chefe de Gabinete Octaciano Neto, que destacou a importância do reconhecimento de ações que venham beneficiar não somente o setor de combustíveis, mas a sociedade como um todo.

Paulo Hartung desempenhou um papel fundamental para a melhoria do ambiente de negócios no Espirito Santo, em especial no setor de combustíveis e lubrificantes, o que trouxe consequentes benefícios para a sociedade. Hartung esteve à frente do governo do ES por três mandatos, e se destacou pelo combate a irregularidades no setor, enfrentou sistematicamente a adulteração nos combustíveis e lubrificantes, tendo inclusive barrado um navio que transportava uma importação fraudulenta.

Em 2018, nesse ano, logo após a paralização dos caminhoneiros ocorrida em maio, foi o primeiro Governador do País a reduzir o Preço de pauta (PMPF) do Diesel, refletindo na totalidade a redução esperada pelo Governo Federal.