02/08/2019

BR Distribuidora será uma nova empresa a partir de 2021

A Petrobras Distribuidora, a BR, será uma nova empresa a partir de 2021. Nos próximos dois anos, a diretoria vai implementar um conjunto de dez iniciativas para alinhar a companhia às suas principais concorrentes – Ipiranga e Raízen. Hoje, a BR é a maior distribuidora do País, mas é também a que tem a menor rentabilidade do mercado. Essa condição apenas será abandonada com a implementação das medidas, disse o presidente da empresa, Rafael Grisolia.

“Os anos de 2019 e de 2020 são anos de execução, quando vamos trabalhar cada vez mais para a entrega dessas dez iniciativas de forma conjunta. A partir de 2021, conseguiremos ver o resultado desse esforço, que faremos tão intensamente e com tanto entusiasmo, agora, com a BR privatizada”, afirmou o executivo a analistas, em teleconferência para detalhar o lucro de R$ 302 milhões no segundo trimestre, divulgado na última quarta-feira.

Com a conclusão, na semana passada, da privatização da distribuidora, que deixou de ser controlada pela Petrobras, algumas mudanças já começaram a acontecer. O antigo regime de licitação para a compra de equipamentos, de acordo com as regras previstas na Lei das Estatais, foi substituído por um sistema de “contratação efetiva e negocial, tentando seguir as melhores práticas de mercado”, disse Grisolia.

confira a matéria completa do Estado de S. Paulo aqui!